Prós e contras das equipes virtuais e de trabalho remoto

Entre 2012 e 2016, o número de funcionários trabalhando remotamente aumentou de 39% para 43%, de acordo com uma pesquisa da Gallup, e os funcionários que trabalham remotamente passaram mais tempo fazendo isso. Simplificando, os funcionários estão indo para casa, mas ainda estão trabalhando. De fato, eles podem estar trabalhando muito mais e mais produtivamente.

Em um mundo repleto de ferramentas de colaboração, dispositivos de comunicação, aplicativos de conectividade e computadores digitais portáteis, especialistas em locais de trabalho estão debatendo a natureza e a necessidade de escritórios físicos tradicionais. Agora, mais e mais equipes incluem contratados, freelancers e outros trabalhadores remotos, tornando a colaboração online crítica. Mas, na pressa de explorar o futuro do trabalho, poderíamos estar perdendo algo vital que somente uma equipe em pessoa pode fornecer?

O fato é que as equipes de trabalho virtuais oferecem uma série de vantagens e possíveis desafios. Para gerar sucesso, os empregadores precisam se sentir confortáveis ​​e competentes com as ferramentas de colaboração on-line, entender a psicologia do espaço e da distância no local de trabalho e saber como nutrir dinâmicas de equipe específicas.

Equipes Virtuais no Local de Trabalho

O advento da tecnologia avançada no local de trabalho na década de 1950, incluindo fibra óptica e modems de computador, permitiu que equipes de pessoas separadas por fuso horário, geografia, cultura ou idioma trabalhassem juntas em direção a um objetivo comum. Computadores pessoais na década de 1960, telefones celulares na década de 1970, correio de voz na década de 1980 e internet na década de 90 aumentaram a capacidade de pessoas diferentes trabalharem juntas em equipe. No final dos anos 90, de acordo com o Management Study Guide, grandes empresas de tecnologia como a Sun Microsystems estavam experimentando equipes virtuais. Ao longo de 2007, o trabalho virtual havia surgido fora do laboratório do Vale do Silício e entre as linhas da indústria. Hoje, equipes remotas, locais de trabalho virtuais e ambientes de trabalho híbridos se tornaram de rigueur nas configurações da empresa.

Alec Newcomb, fundador e CEO da ScaledOn.Com, iniciou sua equipe virtual em 2013, pois achava difícil obter talento técnico em Vermont. “Poucos de nós se comprometeram com o trabalho remoto”, disse Newcomb, “e a sabedoria coletiva era que estávamos em uma missão de tolo que certamente terminaria em desastre.” Para Newcomb, o experimento provou ser bem-sucedido. Ele atribuiu esse sucesso a ser claro sobre a abordagem de sua empresa, contratar pessoas que desejam trabalhar remotamente e investir nos sistemas para obter sucesso.

Equipes Virtuais vs Equipes Tradicionais

Quando as equipes virtuais se originaram, a idéia era geralmente chamada de “trabalhar em casa”. Nesse modelo, vendedores ou administradores de escritório levavam um ou dois dias por semana para trabalhar em um escritório em casa. Algumas empresas temiam que a produtividade sofresse e supunham que os funcionários que não estivessem sob o olhar atento de um supervisor não entregariam. Esse medo se mostrou infundado, no entanto. As equipes virtuais geralmente podem superar as tradicionais. “Um extenso estudo de 80 equipes de desenvolvimento de software com programadores dos Estados Unidos, América do Sul, Europa e Ásia provou que as equipes virtuais podem levar a maior eficiência e melhores resultados de negócios”, relatou a Harvard Business Review, “mas apenas se eles forem gerenciados para maximizar os benefícios potenciais enquanto minimiza as desvantagens “.

Membro da equipe virtual trabalhando remotamente

Vantagens das equipes virtuais

  • Reduz os custos: Equipes virtuais reduzem custos indiretos. As empresas economizam comprando ou alugando escritórios menores; reduzir os custos de aquecimento, refrigeração, luz e segurança de uma propriedade; minimizar custos de seguro para o site; e redução de gastos com comida, lanches e festas de escritório. As ferramentas de colaboração virtual democratizaram o empreendedorismo, permitindo que quase qualquer pessoa com uma boa idéia construa uma equipe díspar por muito menos dinheiro do que nos velhos tempos.
  • Aumenta a felicidade dos funcionários: A maioria dos funcionários adora trabalhar em casa. O horário flexível, o tempo adicional com a família, a capacidade de trabalhar em viagens e a chance de cuidar de tarefas ou tarefas domésticas durante os intervalos tornam o emprego fora do local uma cenoura atraente ao recrutar talentos. De acordo com a Zenefits, uma empresa de recursos humanos, cerca de 73% dos funcionários com acordos de trabalho flexíveis concordam, de certa forma, que esses acordos aumentam sua satisfação no trabalho.
  • Melhora a produtividade e a eficiência: O professor de economia Nicholas Bloom conduziu um estudo para a CTrip, a maior agência de viagens da China, para determinar o que a produtividade aumenta trabalhando em casa pode gerar. Bloom descobriu que os funcionários que trabalhavam em casa trabalhavam um turno completo mais por semana do que seus colegas de trabalho. São seis dias de trabalho por cinco dias de pagamento.
  • Reuniões de propósito: A sabedoria convencional determina que as reuniões são o maior desperdício de produtividade da maioria das empresas. Quando se espera que as pessoas apareçam em um escritório físico todos os dias, é fácil ligar ou participar de reuniões com pouco objetivo. As reuniões virtuais, no entanto, exigem propósito e planejamento. Se os gerentes estão tendo o trabalho extra de reunir sua equipe, é mais provável que o façam por um motivo válido.

Desafios das equipes virtuais

  • Falta de comunicação: A menos que uma empresa forneça as ferramentas e o treinamento necessários, os membros da equipe não poderão se comunicar. O trabalho será duplicado ou desfeito. Porém, reuniões regulares e ferramentas de gerenciamento de projetos colaborativos podem resolver esse desafio.
  • Falta de interação social: Parte da construção de uma cultura no local de trabalho se resume a se divertir juntos. Os trabalhadores de uma equipe virtual não podem colocar a cabeça nos escritórios um do outro por alguns minutos de brincadeiras. Enviar e-mail a um colega de trabalho, organizar uma reunião de equipe ou configurar um canal do Slack para diversão e conversação pode ajudar as pessoas a se conhecerem em um espaço de trabalho digital.
  • Ferramentas insuficientes: Se a liderança corporativa não fornecer uma equipe on-line com todas as ferramentas colaborativas necessárias e treinar os membros a usar essas ferramentas, o experimento falhará. A boa notícia é que existem várias ferramentas acessíveis ou gratuitas disponíveis.

Ferramentas para colaboração online

Os benefícios das equipes virtuais são tão fortes quanto a tecnologia que lhes permite trabalhar juntos. Enquanto o software e as plataformas específicas mudam com o tempo, as empresas podem esperar investir em tecnologia para design, comunicação, documentação, controle de tempo, compartilhamento de arquivos e gerenciamento de projetos.

Algumas das melhores e mais baratas tecnologias colaborativas em uso atualmente incluem ferramentas de comunicação e gerenciamento de projetos. As ferramentas de comunicação mantêm os funcionários conversando entre si, enquanto as ferramentas de gerenciamento de projetos permitem que cada membro da equipe tenha uma visão panorâmica de todo o projeto.

Exibição frouxa do aplicativo

Ferramentas de comunicação

  • Slack: O Slack serve principalmente como uma ferramenta de comunicação. Os membros da equipe podem usá-lo para conversar, fazer perguntas ou obter ajuda.
  • Skype: O Skype fornece comunicação cara a cara e por voz. É simples, fácil de instalar e familiar para a maioria dos funcionários de escritório.
  • GotoMeeting: O GotoMeeting é apenas uma das muitas plataformas de reuniões virtuais que permitem que as equipes se agrupem sem usar uma tecnologia de comunicação mais onerosa que exige a instalação de um funcionário de TI.

Ferramentas de Gerenciamento de Projetos

  • Asana: Uma ferramenta para ajudar a organizar e acompanhar o trabalho, o Asana foi uma das primeiras opções de gerenciamento de projetos baseadas na Web. Os usuários podem criar um projeto, atribuir-lhe anexar documentos, especificar prazos e até se comunicar no software.
  • Trello: O Trello usa uma série de cartões de notas móveis para mostrar as tarefas de cada membro. Os cartões incluem um prazo com pings úteis para informar aos funcionários quando uma tarefa está prestes a expirar.
  • Monday.Com: O Monday.Com é uma ferramenta popular que ajuda os funcionários a se manterem atualizados sobre suas tarefas, a se comunicar com seus supervisores e colegas e a ver o que está por vir.

Você não precisa investir na mais recente tecnologia de comunicação para aproveitar as vantagens das equipes virtuais. Quando usadas de maneira regular e intencional, ferramentas básicas de comunicação, como chamadas em conferência e e-mail, podem manter um grupo geograficamente diferente se sentindo em equipe e trabalhando em colaboração. Afinal, a melhor tecnologia de comunicação é aquela que sua equipe utilizará bem e com frequência.

No local de trabalho do futuro, os gerentes reconhecerão as vantagens das equipes virtuais e os funcionários precisarão se sentir confortáveis ​​em mover-se perfeitamente entre o trabalho presencial e online. Profissionais emergentes precisam de conhecimento tecnológico, juntamente com as habilidades necessárias para enfrentar os desafios das equipes virtuais. Para saber mais sobre esse tópico e outras tendências emergentes nos negócios, considere obter seu diploma de bacharel on-line na Universidade Malone.

Já possui um diploma de bacharel? Expanda seu conjunto de habilidades com um mestrado.

Avance na sua carreira em um formato flexível on-line, projetado com o aluno que trabalha. Na Malone, você aprenderá com instrutores qualificados que possuem experiência no mundo real em seus campos. Nosso programa apresenta uma baixa proporção de alunos por professores e uma comunidade calorosa e acolhedora que promove o crescimento pessoal e profissional.

No atual ambiente de trabalho em mudança, é importante enfatizar a segurança e a segurança no local de trabalho. Enquanto as políticas de segurança geralmente se concentram em eventos catastróficos, como tiroteios e incêndios no local de trabalho, o oficial de segurança do local de trabalho está ocupado diariamente gerenciando atividades básicas.

É importante que todos os locais de trabalho estabeleçam normas de segurança que ajudem o escritório a funcionar sem problemas, além de aliviar as ansiedades dos funcionários e clientes. Kevin Gray, líder em gerenciamento de instalações, com sede em Burlington, ON, explica como a segurança no local de trabalho afeta as operações diárias de uma empresa de sucesso e oferece dicas para funcionários e gerentes que ajudarão a melhorar a segurança.

Inspetor ferroviário e ferroviário

Possíveis perigos no local de trabalho

Trabalhando em Altura

Um dos aspectos mais perigosos dos negócios é quando os funcionários precisam trabalhar em uma escada ou andaime. As quedas são frequentes e podem ser catastróficas, resultando em ferimentos ou morte. O Bureau of Labor Statistics constatou que 14% de todas as mortes no local de trabalho em 2014 foram resultado de quedas.

Os empregadores devem entender que precisam fornecer equipamentos para se proteger de quedas. Os funcionários precisam ser treinados para usar adequadamente esse equipamento, e todos os funcionários nessas áreas devem ser treinados sobre o que não fazer durante o trabalho em altura. Os empregadores também devem ter procedimentos escritos para proteção e prevenção contra quedas.

Viagens e Cataratas

Viagens, escorregões e quedas também são perigos sérios no local de trabalho. Freqüentemente, esses problemas podem ser evitados usando o senso comum simples, como limpar itens do chão que podem ser tropeçados. A limpeza rápida de todos os derramamentos é outro componente crucial da política de segurança de uma empresa. Esses problemas podem parecer pequenos, mas podem resultar em reivindicações de compensação dos trabalhadores ou até em morte.

Uma área em que os problemas são frequentes é a sala elétrica. Com muita freqüência, outros itens são armazenados perto de equipamentos elétricos. Isso pode causar tropeços e quedas quando os trabalhadores estão tentando reparar o sistema elétrico em caso de queda de energia.

Problemas elétricos

Outro problema comum em muitos locais de trabalho é o uso inadequado de cabos de extensão e plugues elétricos. É vital que esses sistemas não sejam sobrecarregados, pois podem facilmente causar incêndios com danos materiais e ferimentos. O encadeamento de cabos elétricos pode ser muito perigoso. Quando um funcionário vê um problema com o uso elétrico, deve sentir que pode ir ao agente de segurança do local de trabalho com suas preocupações.

Quando um cabo de extensão é usado por semanas ou meses, ele não é mais temporário e pode ser violado pela OSHA. Os cabos de extensão também apresentam riscos de tropeçar e podem ser danificados quando atropelados por empilhadeiras ou outros equipamentos pesados.

Empilhadeira na gestão de armazém

Empilhadeiras

Dirigir uma empilhadeira é uma responsabilidade séria. Quando os operadores não são treinados adequadamente, podem ferir a si mesmos e a terceiros, além de danificar o estoque e o equipamento. S

oficiais de segurança dizem que os piores problemas das empilhadeiras são causados ​​pela pressão do tempo. As pessoas frequentemente sobrecarregam as empilhadeiras e as conduzem muito rapidamente. Qualquer um desses problemas pode causar um acidente. Quando ocorre um acidente, o operador geralmente é punido, mas o problema contínuo de empilhadeiras ou funcionários insuficientes não é remediado. Isso pode deixar o caminho aberto para mais acidentes com empilhadeiras.

Uso químico

O uso de produtos químicos no local de trabalho precisa ser cuidadosamente regulamentado. Os produtos químicos precisam ser armazenados em recipientes claramente identificados. O pessoal que trabalha com esses produtos químicos ou próximo a eles precisa entender o que acontece quando esses produtos químicos envelhecem. Em alguns casos, compostos seguros podem degradar-se em explosivos como peróxido. A OSHA exige que os produtos químicos sejam monitorados usando um sistema de data de validade.

Espaços confinados

Espaços confinados podem apresentar riscos significativos à segurança. Os empregadores precisam ter certeza de que seus funcionários estão devidamente treinados e de que recebem todo o equipamento de segurança necessário para esse tipo de trabalho. Condições perigosas que podem ocorrer devem ser conhecidas com antecedência. Quando os empregadores dedicam tempo e pensamento a trabalhar em espaços confinados, esses erros e lesões podem ser bastante reduzidos.

Acesso protegido ou restrito

Os funcionários precisam entender se o local de trabalho tem áreas sensíveis que não devem ser acessíveis aos visitantes. Eles devem ser treinados para não deixar ninguém no prédio com eles depois de usarem o código ou o cartão-chave para entrar no negócio. Eles devem conhecer as políticas de armas e outros objetos perigosos no local de trabalho.

Os oficiais de segurança no local de trabalho precisam criar planos de fuga e locais de reunião para os funcionários usarem se houver um problema sério como incêndio, derramamento de produto químico ou risco imediato à segurança, como um atirador ativo. Esses planos precisam ser atualizados e os exercícios precisam acontecer regularmente.

Primeiro lembrete de segurança
crédito da foto: Craig Bennett / Flickr

Conclusão

Os funcionários devem estar cientes do potencial de problemas sem torná-los paranóicos sobre sua segurança. Quando os funcionários têm medo, é provável que não consigam fazer seu trabalho corretamente.

Kevin Gray entende as demandas impostas aos agentes de segurança no local de trabalho. Treinar todos os funcionários sobre tópicos de segurança é fundamental.

Merchandising de varejo é um termo que abrange a seleção, o posicionamento e a exibição dos produtos de sua empresa na loja. Você sabia que o ambiente geral e a experiência que você cria no seu ponto de venda estão diretamente ligados à receita de vendas?

Se você é proprietário de uma empresa iniciante e está estudando merchandising de varejo, este é o artigo para você. Hoje, analisamos alguns itens de merchandising simples e criativos e eficazes para as lojas de varejo. Continue a ler para saber mais!

Ideias de merchandising

1. Defina seu mercado-alvo

A primeira e mais importante coisa a considerar quando se trata de merchandising é o seu público-alvo e a mensagem ou marca que você está tentando transmitir. Analisar seus compradores e público-alvo é uma das melhores maneiras de criar exibições eficazes de produtos.

Algumas maneiras fantásticas de realmente entrar na mente de seus consumidores é realizar pesquisas na loja e pesquisar seus perfis de mídia social. Depois de identificar exatamente o que marca todas as caixas do seu consumidor, você poderá se concentrar nos objetivos da sua campanha.

Sua campanha de merchandising deve ser simples, realista e direta ao ponto. Definir as metas da sua marca e o mercado-alvo é o primeiro passo para escolher o merchandising correto para a sua marca.

Display digital para venda e promoções

2. Aproveite a tecnologia

Não é surpresa que a tecnologia tenha participado do merchandising de varejo em 2019. Onde quer que você vá, as pessoas estão usando seus telefones e tablets no mundo atual de tecnologia.

A utilização da tecnologia no seu merchandising de varejo é uma maneira simples e eficaz de impulsionar as vendas. Alguns exemplos fantásticos são o uso de monitores digitais e telas de TV para promover seus produtos, além de paredes com tela de toque e monitores interativos colocados em torno de sua loja. Atualmente, muitas empresas estão utilizando tablets como mercadoria de varejo no varejo e oferecendo aos clientes a possibilidade de se inscreverem para atualizações, tornarem-se membros ou simplesmente examinar sua coleção de produtos em tablets colocados ao redor de sua loja.

3. Sinalização de varejo eficaz

A sinalização de varejo eficaz é uma das melhores maneiras para qualquer empresa aumentar a exposição e criar engajamento entre os clientes. Ao utilizar sinais claros, em negrito e bem escritos em torno do seu ponto de venda, você poderá transmitir mensagens aos seus clientes com facilidade.

Muitas empresas em 2019 agora estão utilizando sinais digitais que lhes permitem atualizar rapidamente preços e informações sobre produtos rapidamente. Se você está procurando uma opção com menos tecnologia, os letreiros manuscritos para lousa também são incrivelmente populares entre vários varejistas.

Faça o que fizer, garanta que os sinais sejam fáceis de ler, sejam curtos, doces e diretos.

Vitrine em um shopping

4. Faça uso da sua vitrine

A vitrine do seu ponto de venda é um dos melhores recursos para contar uma história. Use displays para transmitir uma história, desencadear idéias e acionar as emoções de seus consumidores.

As vitrines são o primeiro ponto focal de qualquer ponto de venda, portanto, use-o da melhor maneira possível para criar uma ótima primeira impressão. Considere a possibilidade de configurar as exibições do seu produto de maneiras únicas e divertidas, ou em estilos que ajudem seus clientes a visualizar como seu produto pode ser em sua casa. Sempre examine sua vitrine com um novo conjunto de olhos para ver como você pode utilizar ainda mais a marca na loja para comunicar sua mensagem.

Um dos benefícios de uma vitrine é que você pode alterá-la ou alterá-la facilmente a cada poucas semanas ou meses, garantindo que os clientes estejam sempre envolvidos e curiosos quanto ao que você tem a oferecer a seguir.

5. Diga queijo!

Por último, mas não menos importante, uma das maneiras mais inteligentes de merchandising é garantir sempre que sua loja seja “Instagramizável”. O Instagram é provavelmente uma das plataformas de mídia social mais populares, senão a mais popular em 2019, e frequentemente citada como a melhor ferramenta visual para varejistas, marcas e empresas.

Incentive seus clientes a postar fotos de suas exibições exclusivas em suas páginas do Instagram e compartilhá-las com seus amigos. Você pode até oferecer descontos especiais para pessoas que usam suas hashtags ou promovem suas exibições no Instagram.

Leve embora

O merchandising não precisa ser algo que os varejistas temem – de fato, com alguma imaginação e criatividade, o merchandising pode, sozinho, contribuir para um aumento incrível na receita dos pontos de venda em todo o país.

Esperamos que este artigo tenha despertado sua imaginação quando se trata de injetar alguma criatividade no seu merchandising de varejo.

Como proprietário ou gerente de uma empresa, é vital garantir que o tempo e os recursos sejam utilizados com sabedoria, a fim de ajudar no bom andamento da empresa. No entanto, isso nem sempre é fácil, principalmente quando você trabalha em um ambiente de ritmo acelerado, onde muitas tarefas precisam ser concluídas.

Tentar sobrecarregar a si mesmo ou a seus funcionários com muito trabalho pode causar muito estresse, sem mencionar problemas de produtividade e baixa moral. É importante tentar dimensionar seus negócios para que você possa aproveitar ao máximo seus recursos e garantir que todas as tarefas sejam tratadas em tempo hábil, sem criar muita pressão para você ou sua força de trabalho. Uma das melhores maneiras de fazer isso é com a ajuda de assistentes virtuais como MyOutDesk.

Assistente virtual

Como eles podem ajudar?

Então, como esses assistentes virtuais podem ajudar e quais são os benefícios de usá-los? Bem, há muitos benefícios que você pode esperar quando encontrar os assistentes virtuais certos para o seu negócio.

1. Garantir que as tarefas rotineiras sejam realizadas em tempo hábil

Um dos principais benefícios é que você pode garantir que todas as tarefas sejam concluídas. Freqüentemente, sua equipe interna pode ficar tão atolada com tarefas prementes que coisas como administração funcionam e até serviço ao cliente são negligenciados. Isso pode ter um grande impacto nas operações comerciais e na reputação da sua empresa.

Com os assistentes virtuais a bordo, você pode garantir que essas tarefas de rotina sejam realizadas enquanto você e sua equipe lidam com tarefas de alta prioridade.

2. Trazendo experiência sem os custos elevados

Outro benefício importante é que o uso de assistentes virtuais permite trazer novas habilidades, conhecimentos e experiências para a mesa sem a necessidade de contratar novos funcionários. Você e sua equipe existente podem não ter tempo ou conhecimento para realizar determinadas tarefas sem comprometer o sucesso de seus negócios. Isso pode incluir tarefas como marketing, que exige um nível de conhecimento e experiência, se você deseja que seja feito corretamente na era digital de hoje.

Com o assistente virtual certo, você pode garantir que certas tarefas importantes sejam executadas por aqueles com a experiência necessária, o que beneficiará seus negócios a longo prazo.

3. Permitir que você dimensione seus negócios sem esforço

Os assistentes virtuais oferecem a capacidade de dimensionar seus negócios, o que diminui a pressão para você e seus funcionários existentes. Não importa em que negócio você esteja, é essencial que você priorize, mas isso é algo que se torna muito difícil quando você tem tantas tarefas que precisam ser realizadas.

Se você tentar fazer com que sua força de trabalho se esforce demais, isso simplesmente os levará a se estressar demais, cometer erros, falhar no cumprimento dos prazos e até ficar doente.

Assistente virtual de gerenciamento de projeto

Escolha entre um host de VAs

A boa notícia é que agora você pode escolher entre uma ampla variedade de assistentes virtuais com várias habilidades, portanto, encontrar o caminho certo para o seu negócio deve ser simples. Tudo o que você precisa considerar é o tipo de trabalho que deseja terceirizar para encontrar o caminho certo.

Processo de recrutamento

A contratação sempre foi um dos maiores desafios para as empresas grandes e pequenas. Isso é especialmente verdadeiro para startups que estão enfrentando essa situação pela primeira vez. De encontrar candidatos para restringir seus candidatos, existem muitos fatores que podem afetar o sucesso do seu processo de contratação. Se você está lutando para encontrar talentos ou ter alta rotatividade de funcionários, pode ser frustrante e desanimador.

Felizmente, você está no controle de pelo menos metade da dinâmica que está ocorrendo durante essa troca. Há várias formas proativas de melhorar o processo de emprego de sua empresa para encontrar funcionários de alta qualidade que ajudarão a levar sua empresa ao próximo nível.

# 1. Sempre faça uma checagem completa

Em um mundo onde as recomendações são uma fonte primária de recrutamento, muitos empregadores se tornam negligentes quanto à contratação. Embora essa seja uma ótima prática que pode economizar tempo, dinheiro e dor de cabeça, isso não significa que o candidato recomendado receba um passe grátis.

Não importa o quanto você confia na parte recomendando, uma verificação de antecedentes é sempre necessária. A essa altura, você também não quer economizar nos serviços de rastreamento, ficaria surpreso com o que pode perder.

Usando a melhor verificação de antecedentes criminais para o emprego irá fornecer-lhe paz de espírito e, mais importante, proteger o seu negócio.

# 2. Saiba o que você está procurando

Você não pode esperar encontrar a combinação perfeita para a posição se não souber como ela se parece. Antes de começar sua busca por novos funcionários, você precisa se sentar e definir exatamente o que precisa. Para começar, você deve ser capaz de responder a estas perguntas:

  • Qual necessidade essa posição preencherá?
  • Quais são as habilidades essenciais para a posição?
  • Existem certos traços de personalidade mais adequados para o trabalho?
  • Um grau específico ou certificação é necessário para alguém que desempenha esse cargo?

Se você está contratando uma vaga com a qual não está familiarizado, peça orientação.

# 3. Escrever melhores postagens de emprego

Um erro comum que os donos de empresas cometem ao contratar está criando vagas ou esmagadoras postagens de emprego. Acredite ou não, há um equilíbrio perfeito que você pode atingir. Tente apontar para uma descrição de trabalho sucinta, mas informativa, acompanhada por uma lista de requisitos. Isso permitirá que os possíveis candidatos determinem rapidamente se estão qualificados.

Atrair candidatos não é apenas o que eles podem fazer por você. Você também deve incluir um pouco sobre a cultura da empresa, bem como benefícios.

Tenha em mente o setor que você está contratando e os dados demográficos de seu candidato ideal ao elaborar sua publicação de emprego. Isso pode ajudá-lo a determinar quais são os melhores locais para listar sua abertura de emprego. Além disso, o tom certo pode ajudá-lo a se destacar dos muitos outros empregadores que competem pelo mesmo talento.

# 4. Repense suas perguntas da entrevista

É fácil encontrar uma lista de perguntas da entrevista on-line, mas pode não estar ajudando você a aproveitar ao máximo suas entrevistas. Fique longe de perguntas gerais que não ajudarão você a obter informações importantes sobre o candidato.

Em vez disso, concentre-se em fazer perguntas que forneçam informações sobre sua capacidade de atender às demandas do cargo, sua ética de trabalho e se elas são adequadas para a cultura de sua empresa.

Contratação de novo funcionário

Talvez você também queira que eles façam entrevistas com várias pessoas ou grupos diferentes para que você possa ter mais de uma perspectiva sobre se eles estão certos para o trabalho.

Fazer com que os candidatos concluam um teste que mede suas habilidades relevantes ou uma avaliação da personalidade também pode ajudá-lo a restringir as perspectivas.

# 5. Tome decisões de contratação rapidamente

Vivemos em um mundo onde tudo acontece rápido e não deve ser uma exceção – ou então você pode perder sua principal perspectiva.

Com acesso a milhares de ofertas de emprego on-line, seus candidatos estão se candidatando a vários empregos de uma só vez e podem receber outra oferta a qualquer momento. Mesmo se você ainda estiver tomando uma decisão, você deve pelo menos procurá-los e mantê-los atualizados durante todo o processo de contratação para que eles saibam que você ainda está interessado.

Esses indicadores ajudarão você a atrair os talentos certos e tomar as decisões difíceis para que você possa encontrar a equipe certa para ajudar no crescimento de seus negócios.

Discutindo o direito do trabalho

Os profissionais de recursos humanos são responsáveis ​​por garantir que suas organizações cumpram todas as leis relevantes ao emprego. Um profissional de RH que não tem educação ou experiência suficiente com a lei pode levar a empresa a ter problemas.

Há muitos aspectos diferentes da lei que um profissional de RH deve estar familiarizado. O não cumprimento dessas leis trabalhistas pode levar a graves conseqüências para a empresa.

Aimee Rieck, gerente de recursos humanos e especialista do setor, explica as leis mais importantes que dizem respeito ao RH e como elas podem afetar o funcionamento adequado de qualquer empresa.

Por que os profissionais de recursos humanos precisam conhecer a lei

Profissionais de RH têm muitos focos e responsabilidades diferentes. Alguns profissionais de RH estão envolvidos no recrutamento. Alguns estão preocupados com as relações de empregado. Outros são responsáveis ​​pela compensação. Muitos profissionais de RH precisam cobrir todas essas bases no decorrer de seus trabalhos diários.

Profissionais de RH sabem que estar em conformidade com todas as leis relevantes manterá suas empresas fora de problemas legais. Mesmo que não sejam profissionais da área jurídica, eles devem entender completamente essas leis para poder cumpri-las.

Áreas Jurídicas Profissionais de RH Devem Saber

Discriminação no Local de Trabalho

Discriminação é uma das queixas mais comuns contra qualquer empresa. Profissionais de RH devem garantir que as empresas cumpram o Código de Direitos Humanos para garantir que não estejam infringindo os direitos de seus funcionários, para se proteger contra possíveis reclamações de Direitos Humanos.

As empresas não devem discriminar com base nos fundamentos protegidos estabelecidos no Código de Direitos Humanos, incluindo religião, status familiar, sexo, expressão de gênero e identidade, raça ou cor, etnia, credo, nacionalidade, informação genética, deficiência ou idade. O solo protegido pode variar dependendo de qual jurisdição provincial ou federal a empresa deve aderir. Os profissionais de RH em Ontário também devem estar familiarizados com a Lei de Acessibilidade para Ontarians com Deficiências e a Lei de Equidade Salarial.

Padrões de Emprego

A Lei de Padrões de Emprego, em Ontário, estabelece os requisitos mínimos que os empregadores devem cumprir e os direitos e responsabilidades dos empregados e empregadores na maioria dos locais de trabalho em Ontário. Esta lei abrange regras básicas, como horas de trabalho, salário mínimo, pagamento de horas extras, férias, feriados, períodos de alimentação e pagamento igual. Ele também cobre mais casos específicos de caso, como licenças, desligamento e rescisão do contrato de trabalho.

Todas as seções desta Lei devem ser seguidas e os profissionais de RH devem consultá-la com frequência para garantir que estejam protegendo seus empregadores de ações judiciais onerosas resultantes de inspeções ou investigações do Ministério do Trabalho ou casos de demissão injusta.

Relações trabalhistas

Locais de trabalho sindicalizados são obrigados a aderir ao Ontario Labor Relations Act. Outras províncias têm sua própria Lei ou Código de Relações Trabalhistas, que varia de acordo com a Província e Federalmente sob o Código do Trabalho do Canadá. Esses Atos governam a relação entre sindicatos e empregadores.

A lei está relacionada a práticas trabalhistas justas e abrange requisitos como processos para estabelecer uma união dentro de um local de trabalho e negociação coletiva.

Gerentes da empresa usando capacetes

Saúde e segurança

A segurança cai sob a visão da OHSA, a Lei de Saúde e Segurança Ocupacional. Este ato foi estabelecido com o objetivo de reduzir lesões, doenças e mortes de funcionários. Muitas linhas de trabalho são perigosas e a OHSA tenta reduzir esses perigos. Mesmo os empregadores em ambientes de escritório precisam estar cientes das regras da OHSA, pois podem cobrir acidentes como escorregões e quedas e lesões por esforços repetitivos.

Locais de trabalho mais robustos, como mineração ou manufatura, também são regidos por códigos de saúde e segurança. Os profissionais de RH devem estar cientes de quaisquer códigos que possam ser aplicáveis ​​a seus locais de trabalho específicos.

Em caso de acidente em um local de trabalho, os profissionais de RH devem estar cientes, compreender e aderir às políticas, procedimentos e processos do Ministério do Trabalho. Além disso, os requisitos de primeiros socorros e suprimentos de emergência estão estipulados no Regulamento 1101, que é regido pelo WSIB, o Conselho de Segurança e Segurança no Trabalho.

As leis de compensação dos trabalhadores cobrem o processo de pagamento de cuidados de saúde e serviços exigidos por pessoas que são feridas no trabalho. A WSIA, a Lei de Segurança e Seguro no Local de Trabalho, ou os regulamentos provinciais e federais precisam ser seguidos nesses casos para relatos de acidentes e acomodações no local de trabalho para retorno rápido e seguro ao trabalho.

Os profissionais de RH também são responsáveis ​​pela violência e assédio nas políticas, procedimentos e treinamento do local de trabalho de seus funcionários. É crucial que os profissionais de RH compreendam totalmente essas leis, a fim de proteger suas empresas contra litígios onerosos e prejudiciais à imagem.

Entendendo as leis de RH

Profissionais de RH devem ter uma compreensão completa dessas áreas jurídicas, a fim de realizar seu trabalho de forma eficaz. Eles precisam trabalhar com seus advogados corporativos para garantir que essas leis sejam obedecidas. Aimee Rieck enfatiza a importância das leis de não discriminação e acredita que a adesão a elas melhorará o desempenho e a cultura do local de trabalho.

Controle de qualidade vs. dimensionamento

Como uma das chaves para a longevidade e operações lucrativas, a expansão dos negócios é um procedimento extremamente importante que requer atenção aos detalhes e planejamento cuidadoso. Embora seja bastante auto-explicativo, inclui qualquer forma de construção geográfica ou de catálogo, onde a marca entra em novos mercados. Infelizmente, também é uma das razões mais comuns pelas quais as novas empresas falham ou perdem muitos de seus investimentos.

Preocupações de controle de qualidade ao dimensionar

Quando uma organização está em expansão, os membros da liderança executiva precisam dividir sua atenção. Em vez de se concentrar completamente nas operações do dia-a-dia e nos objetivos de longo prazo, eles também precisam encontrar tempo para administrar a expansão complexa.

Um subproduto comum de tal abordagem é uma queda na qualidade dos bens ou serviços vendidos aos clientes. Espera-se que indivíduos que possam ser leais à marca e começarem a receber entregas sub-par sejam forçados a reconsiderar transações futuras. Por isso, manter um excelente controle de qualidade ao expandir é vital para a sobrevivência da entidade.

Assegure-se de que o sincronismo esteja direito

A Fazt Tech é uma empresa de tecnologia e licenciamento especializada em serviços de alta qualidade. Com base em algumas expansões conduzidas pela marca no passado, elas citam o tempo como o primeiro fator que deve ser analisado. Em outras palavras, o negócio que está passando por uma expansão está pronto para isso? O estado atual da economia, o grau de previsibilidade da receita e os benefícios antecipados realmente superam o risco de expansão? Se houver uma pequena dúvida sobre a resposta, a expansão deve ser adiada.

Tentar dimensionar em um momento inadequado exigirá sacrifícios que são frequentemente notados em processos significativos, como o controle de qualidade.

Não priorize

Caso alguém já tenha iniciado seu empreendimento de expansão, isso não significa que o adiamento ou o cancelamento de tais atividades não seja mais uma opção. A verdadeira questão, no entanto, é como uma pessoa responsável percebe que precisa interromper o projeto imediatamente?

De acordo com Fazt Tech, uma ótima regra é ver se há priorizações obrigatórias. Isso significa que a falta de capital ou tempo obriga a empresa a escolher entre a expansão e algo como controle de qualidade. A escolha certa nesse cenário é não fazer um.

Para entender por que, considere as seguintes respostas hipotéticas. Se uma empresa optar por priorizar a expansão, o controle de qualidade sofrerá e os clientes existentes poderão ser perdidos. Se o controle de qualidade é priorizado, há uma boa chance de que a expansão não seja feita corretamente. Em vez disso, simplesmente pausar a expansão e voltar a ela mais tarde será o melhor compromisso nessas circunstâncias.

Trabalhadores de armazém, fazendo o controle de qualidade

Delegar os deveres e aumentar a força de trabalho

Quando as organizações têm recursos e tempo suficientes para lidar com o controle de qualidade e a expansão simultaneamente, eles devem simplesmente introduzir camadas adicionais de segurança. O primeiro é delegar deveres e contratar mais trabalhadores. Assim, durante o tempo em que a liderança executiva é principalmente focada em escalonamento, é aconselhável contratar um gerente de controle de qualidade adicional ou dois.

Também é crucial substituir qualquer funcionário que seja retirado do departamento de controle de qualidade e transferido para o projeto de expansão.

Estabelecer pontos de controle adicionais

As empresas que lidam com expansões difíceis precisam estabelecer alguns procedimentos adicionais que servirão como linhas adicionais de defesa contra produtos ou serviços defeituosos.

Um excelente exemplo inclui um checkpoint de qualidade que deve ser gerenciado por um coordenador de qualidade independente. O mesmo resultado também poderia ser alcançado reforçando rigorosos controles de qualidade diretamente nos trabalhadores da linha de montagem ou provedores de serviços. Pedir que eles preencham e enviem relatórios de qualidade para seus superiores pode ajudar os gerentes a avaliar o desempenho e garantir que nenhum erro passe despercebido.

Aperte os benchmarks de comparação

Finalmente, como a principal desvantagem de uma expansão é que ela tira o foco do controle de qualidade, pode ser necessário alterar os benchmarks. Antes de explicar como, é preciso entender que tipos de benchmarks são usados ​​em sua empresa. Muitas empresas que vendem mercadorias têm referências para tempos de produção, porcentagem de unidades defeituosas, número de verificações diárias de qualidade e similares.

Por exemplo, um produtor em massa de estruturas de madeira pode contar com a produção de 1.000 unidades, com uma média de 30 verificações de qualidade por semana. Se essa empresa estiver subitamente expandindo em mais três estados e os líderes não puderem visitar a instalação em breve, a produção poderá precisar ser reduzida. Então, em vez de esperar 1.000 unidades, definir o benchmark em 750 pode ser mais realista.

Aumentar o número de verificações semanais de 30 para pelo menos 40 também é um ajuste realista. Dessa forma, a produção que não tem supervisão executiva será reduzida e reforçada com inspeções semanais de qualidade adicionais.

Na era dos “Mad Men” da década de 1960, a força de trabalho era um lugar drasticamente diferente. O assédio sexual declarado, o fanatismo e o chauvinismo eram uma parte padrão da cultura do escritório. Os empregadores poderiam legalmente categorizar seus postos de classificados de jornal por sexo, raça ou religião, e as mulheres e as minorias eram colocadas em papéis em que o avanço era incrivelmente difícil, se não impossível.

E embora o poder dos homens fosse certamente vantajoso para eles na maioria das formas, isso vinha com certas expectativas. Esperava-se que muitas vezes dedicassem suas vidas a seus empregos, e muitos estavam acordados antes do amanhecer, trabalhavam o dia inteiro e depois recebiam clientes à noite e nos fins de semana. As expectativas da sociedade perniciosas da época significavam que se esperava que esses homens trabalhassem em todas as horas possíveis, porque não se esperava que eles estivessem envolvidos em criar seus filhos.

Colegas conversando no escritório

Felizmente, o progresso foi e continua a ser feito. Várias leis foram postas em prática para prevenir e punir a discriminação no local de trabalho, e isso se tornou menos aceito culturalmente. Além disso, onde mulheres e homens já desempenharam papéis desiguais no escritório e obtiveram benefícios desiguais, algumas empresas agora oferecem licença de paternidade para homens e licença militar para mulheres. Mais importante ainda, enquanto nenhum sistema é perfeito e certamente há progresso a ser feito, os líderes empresariais são cada vez mais responsabilizados por seu comportamento.

O que causou a mudança?

A legislação estava na raiz da mudança em direção à igualdade. Em 1963, o Congresso aprovou o Equal Pay Act, seguido pelo Civil Rights Act de 1964 e o Age Discrimination in Employment Act de 1967. Juntas, essas leis começaram a equilibrar as práticas de contratação e as escalas de pagamento para todos, independentemente do gênero. , raça, cor, religião ou idade.

Hoje, a força de trabalho está lenta mas seguramente ficando mais diversificada. Como a tecnologia e as mídias sociais conectam as pessoas mais do que nunca e trazem os problemas à luz, ambos mantêm os locais de trabalho responsáveis. Forças de trabalho mais diversificadas beneficiam a todos – pesquisas mostram que equipes inclusivas tomam melhores decisões e proporcionam melhores resultados.

Fazendo contato visual em uma reunião de negócios

Regras tradicionais que ainda são verdadeiras

Enquanto todos somos melhores por causa de locais de trabalho mais iguais e inclusivos, algumas práticas tradicionais de escritório ainda valem hoje:

1. Lembre-se do poder do contato visual

As pessoas costumam passar seus dias olhando para as telas de seus computadores ou celulares, com a intenção de se manter no topo de suas listas de tarefas ou fazer o check-in nas redes sociais. Em vez disso, seja alguém que faça questão de fazer contato visual e se envolver com as pessoas com quem você trabalha. Esteja presente e mostre aos seus funcionários a importância de ouvir ativamente seu próprio exemplo.

2. Deixe sua mesa para o almoço

Você não precisa sair do escritório para um almoço completo de três martini, mas faça questão de sair e levar sua equipe ou clientes para almoçar ocasionalmente. Isso ajudará você a fazer conexões com colegas de trabalho e além.

3. Seja consciente da conversa barulhenta

Mantenha conversas barulhentas que você possa ter, no mínimo, sempre que possível, e coloque seu computador e telefone em modo mudo ou silencioso. Embora seja maravilhoso conversar com as pessoas em seu escritório e conectar-se, tenha em mente que você não quer distrair outros funcionários se eles estiverem focados em seu trabalho ou se sentirem como se estivessem se intrometendo em algo particular.

4. Sempre aperte as mãos

Em algum lugar ao longo do caminho, um aperto de mão deu lugar a uma pancada na mão, o que deu lugar a nenhum contato – mas há poucas coisas mais poderosas do que olhar as pessoas nos olhos e genuinamente apertar a mão delas. Adotar a abordagem mais tradicional e oferecer um aperto de mão firme como forma de introdução transmite força e honestidade às pessoas que você conhece.

5. Não ignore chamadas telefônicas

Mensagens de texto e e-mail se tornaram as formas normais de comunicação, o que levou muitas pessoas a se coibirem de realmente falar ao telefone. Infelizmente, enviar alguém que esteja ligando diretamente para o correio de voz pode parecer impessoal ou até mesmo parecer que você está ignorando a pessoa. Sempre pegue o telefone para que o chamador saiba que você o vê e valoriza.

6. Escreva notas de agradecimento, não e-mails de agradecimento

Escrever uma nota de agradecimento permite que as pessoas saibam que você teve tempo e cuidado para dizer a elas que você aprecia algo que elas fizeram. Simplificando, mostra que você coloca um pouco de esforço extra, o que pode ser um longo caminho.

Obrigado clientes!

Conclusão

O local de trabalho americano melhorou de muitas maneiras e avançou muito além do que era nos dias da era “Mad Men”. Mas certas práticas nunca saem de moda, especialmente aquelas que tornam o respeito e a consideração parte da maneira como os locais de trabalho operam.

O estresse da vida em geral é melhor aliviado quando as tensões financeiras são cuidadas pela primeira vez. Essa é uma das razões pelas quais muitos indivíduos que não podem ser excessivamente compensados ​​em seus empregos buscam renda adicional de meios passivos, incluindo as dificuldades laterais. Hustles laterais muitas vezes incluem oportunidades de renda passiva em esquemas de marketing multi-nível, imóveis ou negócios on-line.

Mas, alcançar o sucesso da renda passiva, seja em imóveis ou on-line, não é realizado durante a noite. O sucesso em qualquer empreendimento geralmente leva anos de trabalho, incluindo a paciência e a força para continuar com ele. Qualquer vendedor que exija a capacidade de obter um negócio on-line passivo em um curto período de tempo normalmente está fazendo isso com suas próprias receitas de curto prazo em mente.

Proprietário comercial passivo on-line

Se você estiver disposto a investir seu tempo ou outros recursos para construir um negócio on-line passivo, defina suas expectativas quanto ao tempo necessário para que o seu lado passivo apresse um empreendimento lucrativo.

Depois de ter construído vários side busties online pequenos e pequenos (alguns bem-sucedidos, outros não), achei que valeria a pena mostrar alguns dos “como” para criar algo que poderia eventualmente substituir seu trabalho em tempo integral.

Margem baixa, alto volume vs. alta margem, baixo volume

Escolher o modelo de negócios certo é tanto sobre a preferência pessoal quanto sobre pregá-lo fora do portão. Embora o melhor modelo de negócios seja sempre produtos e serviços de alto volume e alta margem, essas oportunidades quase sempre estão sendo preenchidas por empresas estabelecidas e a concorrência é acirrada.

Em vez disso, muitas vezes é melhor se concentrar em nichos onde a entrada no mercado é um pouco mais fácil. Isso geralmente inclui áreas nas quais as margens podem ser mais baixas e os volumes mais altos ou onde os volumes podem ser baixos e as margens ainda podem ser altas. Exemplos podem incluir:

  • Produtos de consumo e serviços com margens mais baixas, mas onde há grandes volumes de pesquisa on-line e relativamente moderada a baixa concorrência. O Dollar Shave Club, o Harry e até mesmo a Amazon, quando entraram no negócio de livros, são bons exemplos. No entanto, no mundo de hoje, você precisa olhar para um nicho muito mais profundo. Não pense mais amplo, pense mais estreito.
  • Produtos e serviços empresariais que também têm concorrência baixa a moderada, mas onde as margens são altas o suficiente. Fornecer um serviço de marketing, contabilidade ou consultoria de negócios a uma empresa local pode ser uma ótima maneira de obter da empresa a receita inicial de que ela precisa para decolar.

Em muitos casos, procurar o lado direito é mais importante para suas paixões. Dessa forma, quando as coisas ficam difíceis e menos você tem uma habilidade mais fácil de cavar fundo e continuar pressionando, porque você tem (ou pelo menos teve) essa paixão no começo.

Proprietário da empresa on-line criando campanhas

Marketing on-line: criando links e conteúdo de qualidade

Muitos lugares lhe darão detalhes sobre como obter um domínio, configurar seu site e começar a vender seu produto ou serviço. Tornou-se uma commodity e uma tarefa fácil de realizar, e é por isso que não vou enfatizar isso aqui.

Não, o componente do seu negócio on-line que produzirá o maior impacto é a quantidade de trabalho que você coloca na qualidade e na quantidade do seu conteúdo, dentro e fora do seu site.

O conteúdo novo e regular no site é, em sua maior parte, criado e hospedado no blog do seu site. Depois de criar páginas de destino informativas para o seu produto e / ou serviço, convém discutir esses produtos e serviços em profundidade regularmente através do blog da empresa. Ao fazer isso, você estará criando links internos no site usando texto âncora para termos que serão importantes para seus leitores e clientes. Por exemplo, se você estiver vendendo relógios de grife, talvez queira vincular suas páginas de produtos usando derivações da frase “relógios de grife” como seu texto âncora.

Seja qual for o seu nicho escolhido, tenha em mente: um novo site pode levar anos para classificar nos motores de busca. Isto não é apenas onde a paciência entra em jogo, mas também a maior parte do trabalho e contribuição necessários. Isso se deve, pelo menos em parte, ao fato de que tanto o conteúdo on e off-site devem ser do mais alto nível de qualidade e direcionar seus próprios links.

E enquanto você pode controlar o seu conteúdo no site, os backlinks que você pode adquirir para o seu site serão um dos principais impulsionadores do seu sucesso orgânico nos mecanismos de busca. À medida que você procura desenvolver seu conteúdo externo, convém reservar um tempo para participar de suas próprias campanhas, fazer guest blogging para SEO ou se envolver em qualquer número de serviços terceirizados de construção de links para SEO. Como uma startup lateral, é aconselhável que você, pelo menos inicialmente, realize a maior parte desse trabalho por conta própria, organizando suas oportunidades de postagem de convidados e guest blogging por conta própria.

Negócio on-line crescente

Quando se tornará passivo?

Como você vai saber quando você construiu algo que tem poder de permanência real? Quando o seu lado será capaz de realmente produzir resultados reais e trazer a renda passiva que você deseja?

As respostas a essas perguntas dependem de muitos fatores, incluindo, mas não limitados a:

  • A natureza competitiva do seu nicho
  • O tempo que você foi indexado
  • O número total, a qualidade e a relevância do seu perfil de backlink
  • A capacidade de venda de seu produto ou serviço, a marca de seu serviço e sua capacidade de vendê-lo para um público real.
  • O tráfego do seu site.
  • A relevância do tráfego do seu site.

O último ponto acima é talvez um dos mais críticos. Se você escreve incessantemente, incluindo guest blogging, e adquire um grande número de visitantes regulares do site, porque agora você está classificado para várias pesquisas on-line, você deve começar a converter pelo menos uma porcentagem de seus visitantes. Depois disso, você pode, em seguida, dar bola de neve para outras áreas.

Tenha em mente que, uma vez que você criou um fluxo de renda a partir de um negócio online, a renda não será imediatamente passiva. Você precisará implementar sistemas e processos (incluindo as pessoas certas) para levá-lo ao próximo nível e realmente torná-lo uma fonte de renda “passiva”.

Proprietário de negócios de renda passiva trabalhando em seu negócio

Conclusão

Inúmeros gurus on-line existem, divulgando seu conhecimento exclusivo de como construir um negócio passivo usando a internet. Se eles alegarem que isso acontecerá rapidamente, corra. Na maioria dos casos, o sucesso dos negócios on-line ainda leva anos de muito trabalho e esforço concentrado, trabalhando tanto no produto quanto no serviço, além de comercializá-lo para seu público-alvo.

Construir uma marca, particularmente online, não é fácil, mas se você tiver um foco no jogo longo, quase sempre vencerá.

Centro de envolvimento do cliente

Centros de atendimento ao cliente tradicionalmente se concentram em lidar com problemas e preocupações do cliente. Seja uma questão de suporte ou pergunta sobre um produto após a venda, ele é reativo. Muitas vezes, os clientes ficam frustrados quando ligam. É hora de ser proativo sobre sua abordagem ao seu contact center e melhorar sua experiência com o cliente.

Vá além da solução de problemas e torne-se um centro de envolvimento do cliente.

Oferecer mais personalização

Você pode aproveitar bancos de dados e inteligência artificial para ajudá-lo a personalizar o serviço que você fornece aos clientes. Quando os clientes ligam, você pode saber instantaneamente quem eles são, quais produtos eles possuem e ter um registro completo das interações anteriores. Isso pode tornar a primeira ligação muito mais pessoal e acionável. Em vez de fazer com que o cliente responda a muitas perguntas, o membro do suporte ao cliente pode ir direto ao processo de solução.

Michael Rahm, da Appian, discute a importância de uma experiência personalizada do cliente, “é preciso haver uma mudança fundamental não apenas na forma como as organizações pensam no contact center, mas também na tecnologia alavancada para tornar o Customer Experience (CX) o foco central em todas as facetas do engajamento. A Forrester declarou recentemente que “” o impacto na receita de uma melhoria de 1 ponto nas pontuações do CX Index pode ajudar uma empresa a aumentar a receita em US $ 175 milhões por ano. “” Esse é um grande impacto para qualquer empresa, e esse impacto começa dentro do contact center “.

Ter esta informação prontamente disponível também ajuda em problemas complicados. No caso de você precisar encaminhar um ticket, ele impede que os clientes sejam transferidos de agente para agente e tenham que repetir suas informações.

A AI também pode ajudar a responder às perguntas dos clientes com mais rapidez. Conectando-se a uma base de conhecimento profunda, os agentes podem encontrar rapidamente as informações necessárias pesquisando algumas palavras-chave. A IA pode sugerir opções e ajudar os agentes a estruturar conversas fornecendo respostas ótimas.

Gerenciar a experiência do cliente

O contact center precisa ser visto não apenas como disparadores de problemas, mas como um recurso estratégico que ajuda a moldar e gerenciar a experiência do cliente. Estudos mostram que melhorar a experiência do cliente se traduz no resultado final.

Maximizar a experiência do cliente pode melhorar as pontuações de satisfação em 20%, aumentar a receita em 15% e cortar o custo de servir os clientes em 20%, de acordo com um estudo feito pela McKinsey. Ainda por cima, 86% dos clientes dizem que estão dispostos a pagar mais pela ótima experiência do cliente.

Na verdade, os compradores atuais de B2C e B2B dizem que a experiência do cliente é mais importante do que o preço ou o produto quando se trata de diferenciar marcas. Não é mais suficiente fornecer um bom suporte ao cliente. Você precisa fornecer uma experiência de atendimento personalizada e envolvente durante toda a jornada do cliente.

Menos tempo de espera

Outra maneira de melhorar a experiência do cliente é reduzir o tempo gasto em espera ou ouvir várias opções. Por exemplo, à medida que as empresas usam a tecnologia para coletar e analisar dados valiosos sobre clientes, problemas e produtos, elas podem identificar tendências e repetir problemas. Você pode fornecer uma linha de ajuda especial para esses problemas e resolvê-los rapidamente.

Além disso, as organizações podem usar a tecnologia para ajudar a acelerar os processos internos de atendimento ao cliente também. As empresas devem procurar incorporar mensagens em tempo real que ajudem os agentes a obter respostas imediatas de supervisores ou especialistas sem longos períodos de espera. Além disso, a AI pode sugerir maneiras possíveis de melhorar seu fluxo de trabalho, melhorar o desempenho do agente e identificar padrões que as equipes de desenvolvimento de produtos precisam abordar. Isso permite a melhoria contínua de produtos e atendimento ao cliente.

Centro de roteamento de chamadas

Serviços de roteamento de chamadas

A importância de gerenciar toda a experiência do cliente aumentou dramaticamente nos últimos anos. Os clientes agora esperam respostas quase em tempo real com uma abordagem personalizada.

O software de suporte ao cliente certo fornecerá roteamento avançado para conectar clientes e equipes de suporte onde quer que eles estejam. O roteamento de tíquetes pode levar a pessoa com o nível de habilidade necessário para lidar com a chamada. Em vez de contratar especialistas em cada local ou manter os clientes em espera, você pode encaminhar as chamadas para o primeiro especialista disponível.

O software avançado de roteamento de chamadas permite que você gerencie seus sistemas de roteamento de chamadas para cada número de telefone comercial a partir de uma única interface. O encaminhamento e o encaminhamento personalizáveis ​​podem ser vitais para lidar com várias chamadas ao mesmo tempo. As gravações e reproduções de chamadas podem ajudar durante o treinamento e também garantir que os clientes obtenham a melhor ajuda possível. Dependendo do sistema de roteamento de chamadas, você também pode ter os seguintes recursos:

  • Capacidade de configurar vários números
  • Integração com o seu PBX on-site ou PBX na nuvem
  • Relatórios e métricas sobre duração da chamada, número de chamadas e outros.

Essas ferramentas podem ajudá-lo a melhorar seu envolvimento com os clientes e avaliar o desempenho do agente.

Além do aumento da tecnologia, há várias maneiras de a sua organização melhorar a experiência do cliente e transformar seu contact center em um centro de participação do cliente.

Oportunidades Adicionais de Vendas

Sua equipe de suporte ao cliente também pode sugerir oportunidades de upsell e cross-sell usando ferramentas baseadas em dados. Call centers podem se conectar a sistemas de CRM (customer relationship management) e esforços de marketing para fornecer uma visão 360 do cliente. Seus agentes de suporte podem atuar mais como consultores e sugerir produtos ou serviços adicionais que possam melhorar a experiência do cliente.

A integração AI pode sugerir oportunidades de venda cruzada e upsell baseadas em tickets e interações.

Ao melhorar seu envolvimento, você pode melhorar seu relacionamento com os clientes. Com um número cada vez maior de escolhas que os consumidores têm hoje, a experiência do cliente pode realmente ser um diferencial importante.