Como liderar a inovação ao implementar a conformidade: 7 maneiras

A inovação é uma necessidade para o rápido crescimento dos negócios. Alguns grandes exemplos de inovação incluem mobile banking, IoT, AI e até gêmeos digitais. A seu modo, cada uma dessas inovações moldou setores inteiros e trouxe novas abordagens de negócios.

Infelizmente, as inovações são geralmente repletas de incertezas e têm um grande espaço para erros. Embora algumas dessas incertezas possam levar a perdas, elas podem aumentar as chances de sua empresa não ser compatível. Essa é uma das razões pelas quais os líderes empresariais podem evitar a inovação.

Cultura de inovação e conformidade de negócios

A boa notícia é que uma cultura inovadora sempre pode coexistir com uma cultura de conformidade. Só é preciso a abordagem certa.

Por que a conformidade é importante

Os regulamentos são tipicamente configurados para padronizar o funcionamento de diferentes empresas quando se relacionam com clientes e entre si. Eles destinam-se a proteger as partes interessadas contra riscos comuns que podem resultar do não cumprimento dessas regulamentações. Por exemplo, os regulamentos bancários criados após a crise financeira de 2008 ajudaram a impedir que o setor se encontrasse na mesma situação no futuro.

Além disso, os regulamentos ajudam a dar às empresas uma vantagem competitiva. Como os casos de violação de dados têm aumentado nos últimos anos, um cliente ou parceiro preocupado com a segurança gostaria de saber que está trabalhando com uma empresa segura. Como alguns regulamentos são simplesmente requisitos de segurança de dados padronizados, as empresas que os cumprem podem provar que levam a segurança a sério, comprovando sua conformidade com os clientes.

Por fim, a conformidade pode economizar muitos custos. No mundo da segurança cibernética, por exemplo, pode ser difícil identificar as ferramentas e medidas de segurança nas quais investir sem ter um plano. Você pode arriscar investir em controles de segurança inadequados ou investir nas ferramentas erradas. Os regulamentos apontam os controles de limite que as empresas devem ter, economizando esse custo extra. Além disso, pode ajudar a eliminar o custo resultante de violações de dados e o pesadelo que se seguiu a relações públicas.

Como a conformidade complica a inovação

Algumas inovações podem vir com áreas cinzentas – aspectos cujo efeito em todo o negócio você pode não conhecer. As chances são de que abraçar essas inovações pode fazer com que você não seja compatível com certos regulamentos. Como pode ser difícil entender completamente essas áreas cinzentas, os líderes podem achar que é mais fácil ficar longe da inovação, independentemente da promessa que ela oferece.

Em alguns casos, quando os líderes entendem o que precisam fazer para garantir que seus negócios continuem em conformidade, algumas dessas medidas podem ser muito caras, especialmente para pequenas empresas. Em vez disso, pode ser mais fácil deixar de lado as inovações no interesse dos custos.

Incentivar a inovação nos negócios

Como criar uma cultura de conformidade e inovação nos seus negócios

1. Entenda os riscos envolvidos em cada inovação

Antes de optar por investir em qualquer inovação, você deve entender os riscos que a acompanham. Embora nem todos os riscos valham a pena, alguns podem ser calculados. Por exemplo, projetos inovadores sempre apresentam riscos financeiros, pois não há certeza de ROI. Se a inovação levar às metas esperadas, é quando você poderá obter alguns ganhos financeiros.

Idealmente, a análise de risco precisa ser parte integrante da inovação. Os líderes empresariais devem identificar riscos, avaliá-los, classificá-los e encontrar uma ótima maneira de tratar esses riscos. Quando se trata de riscos de conformidade, você também deve estar em constante diálogo com os parceiros de conformidade para garantir que entende os prós e os contras.

Além disso, eles estarão mais dispostos a ajudá-lo a identificar soluções alternativas para esses riscos do que precisar limpar sua bagunça posteriormente. Também pode ajudar a trabalhar com responsáveis ​​pela conformidade que têm visão de negócios. Caso contrário, eles podem acabar sendo obstáculos à inovação.

2. Alavancar Experimentação

A promessa que as inovações trazem pode, às vezes, levar os líderes cegos aos riscos que eles representam. É típico dos líderes que se apaixonam por essas inovações querer testá-las o mais rápido possível. Infelizmente, os pilotos têm muitas desvantagens. Além de exigirem muito esforço e dinheiro para serem lançados, eles podem expor os clientes a riscos invalidados.

Embora possam ser ótimas ferramentas de aprendizado, pode ser mais sensato experimentar e criar protótipos antes de iniciar qualquer nova reforma. Por exemplo, se você deseja iniciar um aplicativo, pode usar um ambiente de teste separado para identificar brechas de conformidade e problemas de segurança. O bom da experimentação é que, se você falhar em alguma das experiências, sempre poderá tentar novamente até acertar.

Ao experimentar, certifique-se de monitorar e anotar qualquer progresso na inovação, independentemente de ser positivo ou negativo. Toda essa informação pode ser essencial para refinar sua inovação e criar algo que vale a pena, pois apresenta uma trilha a seguir.

Equipe de brainstorming de um projeto

3. Crie a equipe certa

O risco é parte integrante dos negócios, e qualquer inovação que você pretenda lançar certamente trará riscos. No entanto, sem a equipe certa de pessoas ao seu redor, pode ser difícil contornar esses contratempos. No que diz respeito à conformidade, você pode facilmente perder os riscos de conformidade ou até encontrar obstáculos que tornam difícil avançar.

Idealmente, você não deve perder tempo criando uma equipe especializada para impulsionar seu projeto. Se a inovação precisar de desenvolvedores de software, envolva-os na fase de planejamento. Se o projeto também exigir profissionais externos, pode ser aconselhável envolvê-los também. Quando grandes mentes se reúnem, elas podem trabalhar facilmente em maneiras de melhorar a taxa de sucesso da inovação.

4. Aproveite a tecnologia certa

A tecnologia sempre pode oferecer informações e ajuda que você não pode obter por confiar apenas em processos manuais. Por exemplo, considere a quantidade de dados que as empresas modernas coletam todos os dias. Se você se aprofundar o suficiente nos dados da sua empresa, há uma grande chance de encontrar insights que melhorarão sua inovação. Ao aproveitar as tecnologias de big data, a análise desses dados será fácil.

Ao mesmo tempo, aplicativos como software de conformidade podem ajudar a automatizar a função de conformidade. Em vez de tornar a função onerosa, eles podem facilitar o rastreamento da conformidade e enviar lembretes sobre tarefas de conformidade atrasadas. Eles também podem fornecer informações sobre o que precisa ser feito para garantir que você permaneça em conformidade ao adotar novas inovações.

Isso é apenas uma dica do iceberg quando se trata de tecnologias que podem realmente aumentar a taxa de sucesso de suas inovações. Seja aberto o suficiente para usar novas tecnologias. Idealmente, você também deve garantir que as ferramentas que escolher usar sejam escaláveis ​​o suficiente para serem usadas no futuro. Caso contrário, você poderá criar suas inovações em torno de ferramentas que não crescerão à medida que a inovação crescer.

Equipe de negócios executando um negócio

5. Construa uma cultura que tolere falhas

As inovações vêm com terrenos desconhecidos e incertos. Como o sucesso nem sempre é garantido, você não deve ser muito duro com os funcionários quando eles falham, independentemente de eles correrem o risco de não conformidade ou algo mais. Uma vez que os funcionários sintam que podem correr riscos calculados, isso facilitará a construção de uma cultura de inovação. Você aprenderá alguns dos riscos à medida que avança na inovação.

No entanto, para tolerar falhas, você precisará trabalhar com pessoas competentes. Isso ajudará a evitar falhas resultantes de análises falhas, projetos mal pensados, gerenciamento inadequado ou falta de transparência.

O fracasso nem sempre é uma coisa ruim. Existem falhas produtivas e improdutivas. O primeiro é ideal e deve ser comemorado. Mesmo que sua equipe tenha falhado, ela forneceu informações que podem melhorar outras versões da inovação.

É papel do líder definir as expectativas para os tipos de falhas que podem ser permitidas. Embora a falha de um membro da equipe nem sempre signifique que ele será rescindido, pode garantir a sua reatribuição do projeto de inovação.

6. Use ferramentas de monitoramento que acompanham os desenvolvimentos atuais

As ferramentas de monitoramento podem desempenhar um papel significativo na identificação de riscos de conformidade, bem como de outros riscos comerciais. Eles o alertarão sempre que você entrar em território arriscado ao abraçar a inovação. No entanto, as ferramentas de monitoramento vêm com a limitação potencial de não mudar com as mudanças ambientais. Por exemplo, se sua empresa optar por usar um ambiente de várias nuvens, suas ferramentas de monitoramento atuais podem falhar na identificação de riscos devido a incompatibilidade. O fato de outros riscos também virem com esses movimentos também os torna menos eficazes.

Idealmente, você precisa avaliar o desempenho dessas ferramentas nos diferentes aspectos do processo de inovação. Você pode fazer isso através da experimentação. Por exemplo, você pode ativar e desativar intencionalmente determinados serviços para descobrir se os eventos que você está monitorando serão relatados. Também vale a pena revisar seus inventários de aplicativos atuais para descobrir se eles são abrangentes o suficiente para as novas alterações.

Regulamentos e políticas comerciais

7. Cuidado com os regulamentos emergentes e em evolução

O GDPR (Regulamento Geral de Proteção de Dados), um regulamento de privacidade da UE, revolucionou a maneira como as empresas se comportam nos países europeus. O fato de o não cumprimento poder levar a multas pesadas torna o cumprimento uma necessidade. Enquanto algumas empresas estão trabalhando para garantir a conformidade, outras optam por ser avessas ao risco, evitando completamente qualquer negócio na UE. Mudanças nos regulamentos também podem ter o mesmo efeito que isso.

A responsabilidade é do seu departamento de conformidade para acompanhar as alterações de conformidade, bem como identificar os regulamentos novos e atuais que afetarão seus negócios. Você pode fazer com que participem de seminários, participem de redes com outros responsáveis ​​pela conformidade ou até paguem por treinamento extra para manter esses funcionários informados o suficiente. Ter essas idéias ajudará a criar a cultura correta de conformidade e inovação.

A conformidade não deve ser um obstáculo à inovação. De fato, os regulamentos visam tornar suas inovações muito mais seguras e melhores. Concentre-se nas dicas acima para quebrar os tetos de vidro nos seus negócios e aumentá-los exponencialmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *