Como criar recursos de marketing visual que rock

Meme de gato de marketing B2B

Marketing é essencialmente um processo de três etapas – Atrair, informar, capturar. Para que sua campanha seja bem-sucedida, é importante alcançar um grande grupo de compradores alvo (atrair). Seus ativos de marketing são instrumentais para influenciar seu processo de pensamento (Informe). Com os ímãs de lead corretos e call-to-actions (CTAs), esse pool de compradores-alvo é convertido em leads para sua empresa (Capture).

Existem várias estratégias diferentes que podem ajudar nesse processo. Um dos formatos mais populares tem sido o uso de recursos visuais. De acordo com um estudo, mais de 51% dos profissionais de marketing B2B possuem recursos visuais em sua campanha de marketing de conteúdo. Além disso, mais de 80% dos profissionais de marketing usam recursos visuais em suas campanhas de mídia social. Claramente, um visual vale mais que mil palavras quando se trata de marketing.

Crédito da foto: Adam Atkins / Pinterest

Nem todos os visuais geram o mesmo impacto, no entanto. GIFs e memes, por exemplo, podem ser bastante eficazes para atrair prospectos para sua página de mídia social, mas podem não ser eficazes em informar ou converter. Infográficos são extremamente eficazes para atrair e informar, enquanto os vídeos podem ser úteis durante o processo de conversão.

Então, como você identifica e investe em ativos visuais de marketing que funcionam? Aqui está um guia rápido.

Comece com o objetivo

Cada setor é único em termos de quais plataformas funcionam melhor, a demografia do público e o conteúdo que fornece resultados. A primeira etapa do processo é dividir sua campanha nas fases de Capturar-Informar-Capturar e identificar o objetivo principal em cada uma dessas fases.

Por exemplo, em uma organização orientada para vendas, seus ativos visuais também são usados ​​por seus SDRs (representantes de desenvolvimento de vendas) para obter interesse de possíveis compradores e informá-los sobre sua oferta. Nesses casos, você pode usar catálogos digitais visualmente cativantes para atender aos seus objetivos de marketing.

Por outro lado, tome o exemplo de uma empresa local, como planejadores de casamento ou floristas. Essas empresas dependem de chamadas de entrada para expandir seus negócios. O público-alvo também está off-line e, portanto, produzir pôsteres e panfletos de alta qualidade é fundamental.

Entenda sua demografia, seus interesses, padrões comportamentais e comportamento de compra antes de investir no tipo certo de ativos visuais.

Investir em ativos

Depois de ter identificado o objetivo, o próximo passo é investir na produção desses ativos. Essa pode ser uma proposta cara, já que toda forma de ativos visuais pode levar muito tempo e dinheiro para criar. Infográficos precisam de extensa pesquisa, enquanto os vídeos precisarão de planejamento e direção elaborados. É altamente recomendável produzir ativos viáveis ​​mínimos para testar a eficácia de sua campanha antes de investir completamente na produção.

Por exemplo, para um restaurante que deseja criar uma estratégia de marketing no Instagram, a maior despesa aqui seria o uso de um fotógrafo para capturar rotineiramente fotos da comida e interiores que podem provocar o envolvimento do usuário. Como o sucesso de sua campanha depende do tipo de tomada, é uma boa ideia capturar fotos limitadas e estudar o envolvimento delas no Instagram antes de assinar um contrato com uma agência de fotografia.

É preciso ressaltar que a produção de um ativo viável mínimo não é apenas o próprio visual, mas também seu alinhamento com seus objetivos de marca. Estudos mostram que as cores têm diferentes níveis de impacto psicológico em um consumidor com base em sua indústria, cultura, demografia e emoção. É aconselhável consultar um especialista em branding para identificar as cores que devem entrar em seus recursos visuais para obter os resultados corretos.

Criador de marketing visual

Promover – Analisar – Repetir

Quando você tiver um ativo viável mínimo pronto, promova-o a um pequeno grupo de possíveis compradores para estudar o impacto. Uma organização B2B pode, por exemplo, usar o recurso em um anúncio segmentado no comprador antes de usá-lo em sua garantia. Um restaurante pode anunciar as novas imagens em uma campanha limitada, segmentando algumas centenas de usuários. Estude o envolvimento do espectador e os resultados da campanha para responder à sua eficácia. Se seu orçamento permitir, você também poderá criar várias variantes de seus recursos e avaliar o desempenho em relação a diferentes conjuntos de usuários. Isso dá uma ideia melhor do que funciona e do que não funciona.

Depois de obter insights suficientes, é ideal começar a trabalhar nos ativos pretendidos. Desta vez, você pode expandir o alcance de seus recursos para um grupo maior. No entanto, continue monitorando o envolvimento e avalie os resultados que podem ser úteis para obter insights que possam ser usados ​​para ajustar a campanha para o futuro.

Você tem um plano visual de marketing? Compartilhe seus segredos nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *