5 dicas de finanças que os empreendedores precisam saber sobre

Os empreendedores se deparam com todo tipo de situações que os forçam a tomar decisões financeiras que podem afetar o desenvolvimento de suas empresas no futuro. Os novos proprietários de empresas não têm muita experiência no campo de finanças empresariais, o que significa que podem usar todas as dicas que os profissionais estão dispostos a oferecer.

Reunir os melhores conselhos da Internet não é suficiente. Também é preciso aplicar tudo o que ele aprendeu de acordo com as necessidades, requisitos e especificidades de seus próprios negócios.

Jovens proprietários gerenciando finanças empresariais

Todo o propósito de aprender como administrar as finanças é gerar mais lucro. Esta é a espinha dorsal da empresa, a essência que a mantém. As pessoas que têm experiência complexa em administrar dinheiro podem falar de sua experiência passada, que é a informação mais preciosa que se pode receber.

Este artigo combina as dicas mais relevantes e acionáveis ​​que os empreendedores podem aplicar em sua própria situação.

1. Gestão eficaz do fluxo de caixa

O gerenciamento do fluxo de caixa envolve uma série de práticas que manterão o fluxo de entrada e saída dos fundos de uma empresa. Antes de mais nada, é fundamental definir a importância de uma boa estratégia de gerenciamento de fluxo de caixa. Mas por que?

Em primeiro lugar, oferece credibilidade às empresas. Credibilidade leva a atrair investimentos estrangeiros e facilita o processo de captação de recursos. Fluxo de caixa perfeito aumenta a capacidade creditícia da empresa, o que pode ser decisivo no futuro.

Os indicadores empresários devem aprender mais sobre como incluir o valor do EBITDA (Renda + Juros + Impostos + Depreciação + Amortização), o valor do FCFF (Lucro Líquido + Depreciação + Juros e Investimentos WC) e o valor do FCFE (o indicador da saída real de caixa). ).

Se o fluxo de caixa de uma empresa já estiver bom, o gerenciamento dos fundos excedentes fará a diferença, e essa é uma questão que raramente é discutida. Colher os retornos futuros só pode ser feito se os fundos excedentes forem investidos adequadamente.

A última dica seria desenvolver a confiança mútua. A relação entre os empreendedores e seus funcionários pode ser melhorada pagando-se salários a tempo e lidando com contas a receber e contas a pagar antes dos prazos. Isso aumentará os relacionamentos entre fornecedores e funcionários. Representa uma maneira de atrair colaborações benéficas e incentivar a produtividade dentro da empresa. Tal ação resultará em um lucro maior.

2. Financiamento de risco – empréstimos uma boa ideia?

Não importa a razão por trás da necessidade de recursos financeiros, os empreendedores precisam encontrar maneiras de financiar suas atividades. Existem várias opções de financiamento de risco: capitalistas de risco, banqueiros de investimento, bancos, empresas bancárias alternativas e assim por diante. Dependendo do objetivo que se tem como empreendedor (por exemplo, iniciar um negócio ou fazer melhorias nos negócios), uma certa modalidade é preferida.

A obtenção de empréstimos comerciais não é difícil, desde que os requisitos da instituição financeira sejam respeitados. O critério que mais importa nessa situação é a pontuação de crédito da empresa. Essas pontuações determinam se uma empresa pode garantir bons termos quando solicita um empréstimo.

Bancos e outras instituições financeiras coletarão informações de pagamento do passado da empresa, incluindo pagamentos feitos a fornecedores, pagamentos feitos a outras fontes de financiamento e assim por diante. Cada departamento tem um método diferente de calcular a pontuação de crédito de uma empresa.

Livrar-se de dívidas anteriores e substituir créditos antigos pode ser necessário. A pontuação de crédito irá melhorar muito rapidamente se as medidas apropriadas forem aplicadas.

Saiba mais sobre gestão financeira

3. Melhorando constantemente a inteligência financeira

Uma vez que a empresa alcance uma situação financeira estável que seja conveniente e espelhe as metas previamente definidas, os empreendedores devem se concentrar em fontes de informação criteriosas que possam ajudá-los a tomar melhores decisões relacionadas ao financiamento de negócios. Ler livros sobre finanças é o primeiro passo para aprender com as experiências de outras pessoas. Participar de seminários, webinars e conferências onde os tópicos relacionados a finanças são debatidos pode ser útil e útil.

A inteligência financeira de um empreendedor deve sempre ser melhorada, independentemente da situação atual de seu negócio. Cursos de financiamento / responsabilidade de curto prazo podem ajudar tremendamente a longo prazo também.

Obter informações sobre os mais recentes avanços tecnológicos também pode ajudar. Existem todos os tipos de programas que os empreendedores podem usar para automatizar alguns processos de responsabilidade, como gerar faturas.

4. Erros comuns na manipulação de finanças empresariais

Existem vários erros financeiros que os empresários, especialmente os novos, tendem a cometer quando lidam com o dinheiro da empresa. Construir uma empresa que crescerá consideravelmente nos próximos anos não é possível sem co-fundadores, então a primeira dica é nunca fazer isso sozinho.

Brainstorming com mais pessoas certamente resultará em grandes ideias que ajudem a empresa a se esforçar. Mas esteja avisado, você precisa fazê-lo com o grupo certo de pessoas, como o conselho das pessoas erradas é o segundo erro mais comum no financiamento das empresas.

Os empreendedores que tiram suas ideias de pessoas que nunca trabalharam na área de negócios podem estar equivocados. Outro problema que ocorre para a maioria dos empresários é o pequeno mercado. Mercados menores são obstáculos para obter maiores lucros em períodos mais curtos de tempo, sem mencionar que há uma grande chance de que a empresa atinja um muro de tijolos rapidamente.

Planejamento financeiro para pequenas empresas

5. Criando um plano financeiro

Contabilidade não significa simplesmente atualizar alguns registros. Manter provas é uma obrigação por lei, portanto, os empresários precisam garantir que os registros, relatórios de transações e contas de seus negócios estejam atualizados permanentemente, contratando um profissional para lidar com esse aspecto. Para criar um bom plano financeiro para despesas anuais, os empreendedores devem:

  • Defina metas financeiras desde o início do ano e reavalie-as quando passarem seis meses.
  • Revise todas as despesas que ocorrem dentro da empresa.
  • Receba informações sobre o relatório de crédito da empresa.
  • Revise todas as taxas relacionadas à empresa.
  • Aumentar a taxa de poupança para investir os valores economizados em outros aspectos que possam melhorar o negócio.
  • Avalie os beneficiários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *